Janeiro 4, 2019 writeideas

Criatividade: matéria prima, ferramenta e produto final

Uma palavra para o novo ano: criatividade. Não apenas porque a criatividade é uma condição essencial do nosso trabalho de escrita, produção de conteúdos e storytelling, mas também porque a criatividade é o motor do trabalho em todas as suas fases. É essencial para pesquisar novos clientes, projetos e parceiros; fundamental para perceber como abordar esses projetos; importante para definir estratégias e pô-las em prática. A criatividade não é necessária apenas quando escrevemos ou criamos design. O processo criativo começa antes do processo de produção de conteúdos, começa com a forma como pensamos uma instituição ou projeto e como nos propomos a marcar a diferença na sua comunicação. A criatividade é matéria prima, ferramenta de trabalho e produto final.

Ser criativo é um pouco diferente de ser inventivo. Inventar algo pressupõe conceber de raiz, enquanto o processo criativo se baseia, muitas vezes, em criar a partir do que já existe. E isso é um grande desafio! Se pensarmos bem, raramente um escritor cria uma nova palavra, mas o mesmo escritor cria, sempre que escreve, novos textos com as palavras existentes. O pintor cria com as cores, com as telas e com as técnicas. O jardineiro cria com as plantas e com o trabalho que faz com elas e o carinho e cuidados que lhes dedica.

Na comunicação criamos com conceitos, palavras, imagens e sons (por vezes novos, muitos vezes a partir dos que já existem). Criamos a partir dos objetivos traçados, desenvolvemos o trabalho a partir do produto ou serviço do nosso cliente/parceiro e dos objetivos que cada um pretende alcançar. Criamos uma estratégia e usamos as ferramentas necessárias para produzir efeitos concretos. Também criamos muito com as emoções e a partir delas. Os aspetos emocionais da comunicação, quando bem explorados, valem ouro!

A criatividade está presente em nós de forma natural, mas também se alimenta, treina e impulsiona. Somos tão mais criativos quanto mais influências recebemos, seja por via do que lemos, ouvimos, viajamos ou provamos… Ver dançar, escutar um concerto, apreciar uma obra de arte, provar um sabor, visitar um jardim, estas e muitas outras sensações alimentam o nosso espírito criativo. As histórias de vida, as nossas e as dos outros, também nutrem a criatividade. E o estudo, a formação e a aprendizagem sobre as matérias que trabalhamos também são fundamentais. Evoluir e estar atualizado, sempre, é essencial!

E é de tudo isto que nascem as ideias criativas e as estratégias de comunicação. Definir uma estratégia é fundamental para uma comunicação bem conseguida. Devemos pensar (de forma criativa, claro) onde queremos chegar e quem queremos alcançar. Qual o objetivo da nossa comunicação? Que imagem queremos transmitir? Que públicos queremos tocar? Quando procuramos respostas para estas perguntas já estamos a pensar de forma criativa.

Para o novo ano faço votos de que a criatividade esteja sempre presente, melhorada e fortalecida nos nossos projetos e na nossa forma de trabalhar. O início de 2019 está, desde já, a ser marcado por novos desafios. Ajudar a criar projetos de raiz e comunicá-los é uma fantástica aventura criativa. Vamos a isso!

 

Susana Veloso
Write Ideas

  • partilha
Tagged: , ,